Google it!


Eu falei que era importante pesquisar sobre a linha e o profissional, mas não indiquei o caminho das pedras, né? Alguns detalhes são importantes nesta pesquisa. Você até pode dar uma olhada geral no Google, uma pesquisa básica que todos nós fazemos, mas é bem possível que apareça o perfil do Twitter e do Facebook do profissional. Que pode ser uma fonte de pesquisa, caso ele use estas ferramentas também profissionalmente, mas não é a melhor maneira de pesquisar.
A informação primária que você deve informar-se é o Registro Profissional do Psicólogo, chamado CRP (número de inscrição no Conselho Regional de Psicologia). É essencial, e é lei, que o psicólogo tenha registro ATIVO no CRP da cidade onde atua. Mesmo que você decida fazer Orientação Psicológica online, (vou falar bastante sobre Orientação Psicológica online em algum outro post!), ainda sim, o psicólogo deve ter inscrição ativa no CRP de sua cidade. Já ouvimos casos de várias pessoas mal intencionadas, e até "famosinhas" no meio, que clinicavam sem ter este registro, mais ainda, sem ter feito faculdade de Psicologia. Fiquem de olho aberto, isto é crime. E é uma falta de bom senso muito grande uma pessoa ter a audácia de fazer isso! Enfim...para se proteger, basta você, antes mesmo de ir a primeira consulta, entrar em contato com o CRP de sua cidade (os dois primeiros números do Registro do psicólogo indicam o estado que ele está inscrito. Exemplo: 05/33667 - Este é o meu CRP; 05 indica Rio de Janeiro; o restante é o número sob o qual estou registrada no CRP do RJ). Você pode obter mais informações acessando o site do Conselho Federal de Psicologiahttp://www.cfp.org.br/. Buscando esta informação você estará cortando um caminho enorme: saberá se o profissional está em dia com suas obrigações profissionais enquanto psicólogo clínico (quem trabalha com Recursos Humanos não precisa de registro no CRP para trabalhar numa empresa); se ele tem registro no CRP significa, obrigatoriamente, que cursou uma faculdade de Psicologia aprovada pelo MEC; e automaticamente existe uma instituição regulamentando sua atuação (o que é praticamente a única segurança do cliente); e há um Código de Ética a ser seguido. 
Acho que ninguém nem sabe que qualquer pessoa pode ter acesso a essas informações, então fica aí uma dica importante!
Ah, quanto às abordagens de psicoterapia, o assunto é bem mais complicado. Achar definições claras e fiéis ao retratar o que de fato acontece no dia a dia da terapia é difícil. Na internet você acha descrições teóricas e os próprios profissionais costumam ter sites ou blogs (como este!) para esclarecer um pouco mais. 
Eu aqui vou falar muito de TCC (Terapia Cognitivo-Comportamental) que é a área em que me formei, então a única que tenho clareza e experiência para falar ;)

Postagens mais visitadas deste blog

Essa tal felicidade...

Passivo, Assertivo ou Agressivo?