Humor, bom humor, mau-humor...


 Por Carla Giglio


Significado de Humor

Fig. Disposição de ânimo de alguma pessoa para alguma coisa: ele está sempre de bom humor.
O humor é um estado de ânimo cuja intensidade representa o grau de disposição e de bem estar psicológico e emocional de um indivíduo.


Falar dos Transtornos Afetivos ou Transtornos de Humor é falar de alteração nos ânimos, disposição, bem estar, e sendo assim, podemos dividir os Transtornos de Humor entre: Depressão, Transtorno Bipolar e Distimia.

Agora levanta o dedo quem nunca ouviu alguém falar que já tenha passado por uma depressão terrível, mas que conseguiu superar sozinho, e é só força de vontade pura. Não vou entrar no mérito de confirmar ou desconfirmar transtornos, até por que não saio levantando critérios diagnósticos por aí, mas posso afirmar que a Depressão vai além de um sentimento de tristeza.
Há na pessoa uma tendência pessimista de (1) compreender-se, (2) interpretar o outro e (3) visualizar situações, chamamos isso de Tríade Cognitiva. Junto a essa tríade, vem sintomas como humor melancólico, diminuição do interesse ou prazer em atividades, alteração do peso, falta de energia, cansaço, dificuldade de concentração, pensamentos de morte recorrentes e outros. Juntando tudo isso e algumas outras particularidades a serem discutidas em outro post, aí sim podemos falar em um quadro de Depressão Maior. 




A distimia é uma forma mais branda da depressão com alguns sintomas presentes, no entanto tem a característica de ser crônica, pois já se encontra instalada há pelo menos 02 anos, isso mesmo, 24 meses no mínimo! É como se fosse um traço de personalidade da pessoa, e você pode reparar que as pessoas distímicas tendem a um mau-humor ou irritabilidade constante.
Tem um desenho da Hanna-Barbera, que acredito que exemplifique muito bem esse perfil, Lippy e Hardy...dá uma olhadinha e vê se você se encontra ou encontra alguém aí!






Pra fechar, o Transtorno Bipolar. Dentro do consultório, pode se tornar um transtorno de difícil diagnóstico, afinal, quem procura ajuda quando está bem?? E a bipolaridade é assim, marcada por oscilações de humor, onde em um momento pode-se estar bem ou MUITO bem sem motivo aparente e em outro momento vivenciando um episódio depressivo, e é neste momento que o paciente procura ajuda, e onde geralmente é tratado como se tivesse um quadro de depressão. Mas aí você pode me perguntar do porquê estar “bem” ser uma patologia.
Então, no Transtorno Bipolar, quando a pessoa está nesse momento de sentir-se bem demais, podemos dizer que ela está na fase maníaca – no passado, dizia-se Síndrome Maníaco-Depressiva – e a intensidade dessa fase vai variar de pessoa pra pessoa, mas sempre acompanhada de baixo senso crítico, com o juízo comprometido, que pode partir desde pensamentos mais acelerados, passando por um aumento da libido ou gasto excessivo de dinheiro e podendo, nas formas graves, chegar a delírios e alucinações.

Viver angustiado, triste, melancólico, inconstante não é nada bom, traz uma sensação de que você parou no tempo, não é mesmo? De que as coisas não dão certo pra você...Mas vamos lá, você não nasceu assim, ao invés de transformar suas frustrações de vida em lamentações, faça o primeiro movimento pra sair desse lugar que você está...a partir daí, muita coisa pode mudar!



“O Bom Humor espalha mais felicidade que todas as riquezas do mundo. Vem do hábito de olhar para as coisas com esperança e de esperar o melhor e não o pior.”

Alfred Montapert

Postagens mais visitadas deste blog

Essa tal felicidade...

Passivo, Assertivo ou Agressivo?