Expectativa


Expectativa. Segundo o dicionário, é a "situação de quem espera uma probabilidade ou uma realização em tempo anunciado ou conhecido".

Segundo o que eu vejo por aí e por aqui (dentro do consultório), não é nada disso. 

O que eu percebo na verdade é que as pessoas andam vivendo suas expectativas como o que querem que seja possível de acontecer e não o provável. E gente, se tem algo que aprendi, muito importante para minha serenidade, foi lidar de forma diferente com esses dois tipos de situação: as possíveis e as prováveis. Vai por mim, elas são bem diferentes (e valem um post só para falar delas).

Então pensem junto comigo...

Se expectativa é, teoricamente, (1) uma esperança de que algo que julgamos provável aconteça, mas se (2) as coisas não estão acontecendo do jeito que achamos que devem ser e portanto estamos nos frustrando demais, talvez seja o momento de (3) reavaliar o próprio julgamento, né? Faz sentido? Para mim faz, muito. 

E olha, isso é uma coisa tão difícil de fazer as pessoas entenderem. O quão importante (e eu diria também, essencial) é encararmos a difícil verdade de que, apesar da enorme sensação de certeza que acompanha nossos julgamentos, nós podemos estar "errados". Errados não, disfuncionais! Ou seja, nosso julgamento não está funcionando bem, não está contribuindo para o nosso bem-estar e felicidade. 

É, meu amigo, se as coisas não estão andando bem, é porque, muito, mas muito provavelmente, isso tem a ver com o seu julgamento...com a maneira que você está encarando o mundo, os outros e você mesmo. E lógico, em seguida, por conta disso, com as suas escolhas de atitudes.

Lamentável, né?
Mas por outro lado, pensa só que coisa boa...se o problema está aí, bastaria corrermos atrás de nos colocarmos em outros lugares, em outros olhares. Bastaria escutar de outras formas. E, então mudar nossos pensamentos.

De repente assim, as pessoas passarão a entender o quanto se dedicar às expectativas (dos outros!) tem relação direta com a nossa felicidade! :)

Postagens mais visitadas deste blog

Essa tal felicidade...

O que você faz quando ninguém está olhando?